O que é a BNCC?

A Base Nacional Comum Currícular (BNCC) é um documento normativo que define habilidades essenciais para os alunos da educação básica. Este documento orienta os conhecimentos e as habilidades imprescindíveis que bebês, crianças e jovens têm o direito de aprender todos os anos no decorrer de sua vida escolar.

É orientada pelos princípios éticos, políticos e estéticos que são traçados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Elaborada por especialistas de todas as áreas do conhecimento, a Base é um documento completo e contemporâneo, que corresponde às demandas do estudante desta época, preparando-o para o futuro.

Ela não determina como se deve ensinar, mas o que deve ser ensinado. As escolas e redes de ensino devem, dentro do seu currículo escolar, determinar como trabalhar as diversidades locais. A BNCC deu um grande salto histórico quando reconheceu a educação infantil como uma fase essencial para formação das crianças e estabeleceu direitos de aprendizagem para as faixa etárias de 0 a 5 anos.

Ao longo da Educação Básica, as aprendizagens essenciais definidas na BNCC devem concorrer para assegurar aos estudantes o desenvolvimento de Seis Direitos da aprendizagem, Cinco Campos de Experiência para à Educação Infantil e Dez Competências Gerais que indicam quais são as experiências fundamentais para que a criança aprenda e se desenvolva no âmbito pedagógico.

Para contemplá-los, o professor precisa sempre tê-los em mente para garantir que as experiências propostas estejam de acordo com os aspectos considerados fundamentais no processo.

Na BNCC, competência é definida como a mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho. Por isso, é importante salientar que as competências gerais da educação básica comunicam-se e desdobram-se na abordagem didática proposta para as três etapas da Educação Básica:

  1. Educação Infantil
  2. Ensino Fundamental
  3. Ensino Médio

A Base propõe para as crianças:

  • Reforça que o cuidar está integrado às ações de conhecer e explorar o mundo.
  • Estabelece que a formação de vínculos proporciona segurança afetiva para a criança construir conhecimentos com o mundo e desenvolver autonomia.
  • Incentiva a autonomia, que permite que a criança enfrente e supere obstáculos.
  • Crianças ficam no centro do processo.
  • Mesmo em atividades dirigidas, todas devem ter tempo e espaço para serem ativas.
  • O professor deve planejar cuidadosamente momentos de livre exploração.
  • Propõe a instituição de uma rotina para transmitir a sensação de segurança e ajuda no desenvolvimento da autonomia.
  • “O importante é criar condições para a formulação de perguntas. As crianças precisam pensar sobre o mundo ao seu redor, desenvolver estratégias de observação, criar hipóteses e narrativas. A sistematização dos conceitos só precisa acontecer na etapa do Ensino Fundamental”, afirma Silvana Augusto, assessora pedagógica de redes municipais de ensino para o segmento de Educação Infantil.